O emprego está aqui

Pesquisa de emprego pelas cidades

O mercado de trabalho em pleno ano 2017 é um verdadeiro campo de batalha, onde a competição é mais feroz do que nunca. Resta por isso certificar-se de que possui as armas bem calibradas para deixar a sua marca num universo onde encontrar uma vaga feita à sua medida se torna num verdadeiro desafio. Depois de preparar o seu currículo, a sua apresentação e possuir uma estratégia sólida no que diz respeito à procura de trabalho, é preciso então procurar por entre as ofertas de emprego, seja online ou na vida real. Hoje em dia, em grande parte das áreas, a procura é feita fundamentalmente online, através de portais de emprego e plataformas de trabalho. Esta é uma forma cómoda, económica e simples, quer para os candidatos quer para os empregadores. No entanto, isto traz consequências também relativamente ao número de candidaturas que estas vagas recebem, disparando astronomicamente. As próprias plataformas de partilha de ofertas de emprego revestem-se de uma grande responsabilidade pois devem apresentar características que permitam que os processos de divulgação e aplicação a ofertas de emprego sejam feitas da forma mais fluida possível.

Portugal é um país com cerca de 10,46 milhões de pessoas em que se tem assistido a uma diminuição da população residente devido ao migratório negativo (22,5% dos portugueses vivem no estrangeiro, e ocupa o 2º lugar dos países europeus com maior população emigrante) e à diminuição da taxa da natalidade. Para agravar o cenário populacional, os portugueses estão a ter cada vez menos filhos, o que se traduz num decréscimo da taxa de natalidade e, associado ao aumento da esperança média de vida, a uma população progressivamente mais envelhecida. Este cenário é particularmente preocupante tendo em conta a necessidade de reinventar o papel que a inovação desempenha na Economia nos dias de hoje. Relembre-se que Portugal tradicionalmente sempre foi um país altamente dependente da indústria primária (extração e agricultura, por exemplo) e secundária (produção), sendo que cada vez mais as economias ocidentais necessitam de se especializar nos serviços. A indústria terciária relativa aos serviços desempenha um papel cada vez mais fundamental, o que muitas vezes requere a existência de uma formação mais específica ou avançada. É neste cenário que verificamos uma tendência cada vez maior para que os portugueses tenham mais trabalhos ao longo da sua vida em áreas distintas, sendo necessário reinventarem-se e adquirem qualificações ao longo da vida. Mas nem tudo são más notícias. Prevê-se que nos próximos anos Portugal continue na rota da recuperação económica, depois da crise financeira e do resgate do FMI, atraindo cada vez mais turistas para o seu território assim como investimento devido aos esforços políticos feitos no sentido de tornar Portugal um país apetecível para empresários, investidores e a criação de emprego.

O portal Rulla.com oferece vagas de emprego em todas as áreas e para todas as qualificações existentes. É um portal de oportunidades de emprego extremamente intuitivo que combina uma interface de navegação bastante simples e fácil de usar, o que oferece uma experiência de navegação altamente descontraída e eficiente. Destaque também para o vasto leque de filtros que permitem otimizar ao máximo a busca por ofertas de emprego que correspondem às suas necessidades pessoais e expectativas profissionais. Consegue assim encontrar ofertas ajustadas à sua formação, seja para um emprego full-time ou um trabalho que lhe permita ganhar dinheiro extra. Se estiver nos seus planos uma mobilização internacional ou simplesmente viajar pelo mundo fora, o Rulla.com permite também pesquisar ofertas de trabalho em todo o mundo para que possa encontrar o emprego ideal para si fora de Portugal, já que a empresa possui uma extensa cadeia de motores de busca de vagas de emprego em vários países do mundo.